quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

884- Festival Wim Wenders

O sitio oficial do diretor de cinema alemão Wim Wnders:
http://www.wim-wenders.com/ 

O primeiro filme:
http://cinetoscopio.com/filmes/asas-do-desejo/ 


O segundo filme é a continuação deste.
"Tão longe, tão perto"
O tempo pode ser amigo, ou inimigo, o mesmo tempo, absolutamente neutro, constrói sua identidade no contexto. Sempre. Amigo ou inimigo, depende da histórica que acontece no tempo. Depende do momento em que a história se encontra. Anjos sussurram em nossos ouvidos. Esteja sensível aos seus sinais.
Seu toque. Seu sopro.



O terceiro filme de nosso festival Wim Wenders é um "road movie". Sobre Wenders e seus "road movies" clique no link abaixo e leia um artigo de Eduardo Wannmacher:


O primeiro "road movie" é
"Movimento em falso".
Repare como os personagens estão quase sempre em movimento, na estrada, a pé ou de carro. Na estrada (no caminho) as pessoas se aproximam e se afastam, se revezam, se encontram e se perdem.
A câmera de Wenders acompanha este movimento de forma espetacular. Uma obra de arte.
O importante é o caminho e o caminhar, talvez não exista um lugar para se chegar, talvez chegar seja perigoso, por isto partir, de novo, logo após a chegada para algum lugar, para um outro lugar.


Acima Natassja Kinski em seu primeiro filme. 

O segundo "road movie":
 Os EUA são a maior expressão da sociedade do automóvel, da estrada e da busca. Diversos são os filmes norteamericanos que mostram o percurso interminável de estradas.
Fazer um "road movie" sem se referir aos EUA seria impossível.
Um outro filme do olhar do estrangeiro sobre os EUA é:
"O amigo americano"
Ainda um "road movie". 
"Até o fim do mundo"
Este filme foi planejado durante quinze anos, com um custo de 23 milhões de dolares tem locações em quatro continentes. O filme mistura romance, "road movie" e ficção cientifica.



Saindo dos "road movies" encontramos o excelente e premiado "O estado das coisas".

video

O filme abaixo tem um atrativo especial: o excelente grupo de novo fado português "Madredeus".
O filme conta a história de um sonoplasta que vai a Lisboa para sonorizar um filme e se enconta com a cidade e seus sons. Muito interessante. A cantora Teresa Salgueiro do grupo "Madredeus" aparece interpretando algumas belissimas musicas do grupo.

Abaixo o video com a musica do filme interpretada por Teresa Salgueiro e o grupo "Madredeus"
Lindo demais.
 
video


Continuando a viagem musical Wim Wenders passa por Cuba com o fantástico:
"Buena Vista Social Club"
e finalizamos com


Nenhum comentário:

Postar um comentário